The Blog
15 janeiro, 2016

A moda é espelho da sociedade. Seja nas formas, seja nas cores. Mas, especialmente, no comportamento. Moda não é só roupa, não é só para mulheres. Moda é desejo. E desejo é para todo mundo. Em meio a tantos problemas que enfrentamos nessa sociedade contemporânea, eu separei nesse post 3 filmes recentes que estão envolvidos com moda de alguma forma e nos trazem reflexões importantes e necessárias.

um-senhor-estagiário_rita-heroina

 1. The Intern (Um Senhor Estagiário) – 2015

Começando por um filme mais relax, vou contar as lições que aprendi e espero repassar com Um Senhor Estagiário. Uma startup de moda é liderada pela deusa Anne Hathaway (revanche para O Diabo Veste Prada, já que aqui ela é a CEO!), uma jovem moderna e descolada, porém, viciada em trabalho. A empresa, que é um e-commerce, contrata o Robert De Niro para estagiar, só que o cara é um aposentado já com seus 70 anos. Esse conflito de gerações prova mil coisas pra nós. A idade, hoje em dia, é cada vez menos ponto de referência. A personagem da Anne já é bem-sucedida com pouca idade e a personagem do Robert pode muito bem se encaixar em um ambiente de trabalho contemporâneo e trazer produtividade, experiência e criatividade. É um filme que mostra como devemos respeitar os mais velhos e não estereotipar as pessoas, no mundo da moda, principalmente!

iris-apfel-documentário-filme_rita-heroina

2. Iris – 2015

Ainda sobre sêniores, o documentário “Iris” traz a rotina da designer fashionista de 93 anos que conquistou o mundo com sua irreverência, estilo e paixão pela vida. Excêntrica e sensível, Iris entrou no mundo na moda com seu marido Carl (falecido em setembro de 2015 com quase 101 anos) criando sua própria loja de tecidos. Trabalhando por anos com restauração e reforma de ambientes como os da Casa Branca, Iris e Carl viajaram o mundo colecionando pequenas (e grandes!) obras de arte em forma de objetos, jóias, tecidos, e muito mais. Em seu apartamento em NY, o documentário explora seu quase museu particular. O casal não quis ter filhos, porque acreditavam que a profissão e as viagens não poderiam prosseguir. Eles provam para a sociedade contemporânea que uma família moderna, sem filhos, e com foco na carreira, pode sim ter uma vida longa e feliz. Uma das grandes lições de Iris é que não importa se você é feia ou bonita, magra ou gorda, nova ou velha: seu estilo prevalece. Ela é apaixonada pelas roupas que veste, especialmente se elas são artesanais. Seu forte são os colares e braceletes. São milhaaaares de modelos diferentes, usados todos juntos. A força, originalidade e brilho dessa senhora moderna com certeza vai te inspirar

the-true-cost-netflix-documentário-filme_rita-heroina

3. The True Cost  (“O Verdadeiro Custo”) – 2015

Mais profundo e sério, o documentário “The True Cost” explora o mercado da moda e expõem “o verdadeiro custo” por trás das roupas baratas que compramos em fast fashion. Mão de obra escrava, condições de trabalho inapropriadas, condições de vida complicadas, ambiente de trabalho insalubre, poluição, entre outras milhares de questões são abordadas. Temas que já conhecemos mas que não entendemos a profundidade e não enxergamos as consequências. Parece muito distante saber que uma fábrica em Bangladesh caiu e matou milhares de trabalhadores? Esse documentário vem com imagens, com casos, com pessoas. A proximidade nos mata, né? É muito mais difícil ver as situações agravantes de perto. Um choque de realidade que todo mundo precisa ter. Reflexões e sugestões para a mudança no sistema da moda. E a grande lição? Valorize o pequeno produtor. Valorize o produto brasileiro. Valorize a qualidade. Valorize o feito-à-mão. Valorize a humanidade. Valorize o planeta.

{Ps.: Iris e The True Cost estão disponíveis no Netflix. Fica a dica para o final de semana!}

Espalhe nas Redes

Tags:

• Comentário no blog deste assunto é aqui •

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

• Faça um Comentário no Facebook deste assunto •

• Veja mais trabalhos de Rita Heroina •