The Blog
30 outubro, 2014

Amadas na última segunda-feira (27.10) teve início a 36ª edição da Casa de Criadores, evento que tem como objetivo principal lançar novos estilistas na moda brasileira. Os desfiles acontecem até hoje, quinta-feira (30.10) na Galeria Prestes Maia, no Vale do Anhangabaú, em São Paulo.

Seguindo o calendário de lançamento de coleções (primavera/verão e outono/inverno) o evento acontece duas vezes por ano na cidade de São Paulo. A Casa de Criadores surgiu em maio de 1997, quando um grupo de jovens estilistas decidiu, em parceria com o jornalista André Hidalgo, promover um evento para lançar suas novas coleções.

Essa edição é uma das maiores já realizadas, dezoito marcas fizeram parte do line-up principal do evento, que trouxe as propostas para o Inverno 2015 de nomes como Arnaldo Ventura, Fernando Cozendey, Karin Feller, Rober Dognani e Walério Araújo. Um dos destaques da programação fica por conta do desfile de encerramento intitulado Casa Cravo & Canela que acontecerá hoje, resultado de uma parceria inédita entre a Casa de Criadores e a grife de sapatos Cravo & Canela.

Eu assisti ao segundo dia de desfiles e pude conferir de perto os trabalhos dos designers Diego Fávaro, Gefferson Vila Nova, Raphael Debei, Martins Paulo, As Gralias, Felipe Fanaia e Arnaldo Ventura.

desfiles_casa_de_criadores-rita_heroina

Os estilistas Diego Fávaro, Gefferson Vila Nova e Raphael Debei apresentaram suas coleções por meio do Projeto Lab, que é uma iniciativa que seleciona novos designers no mercado.

Diego Fávaro levou para a passarela uma coleção inspirada na reflexão sobre a atual situação ambiental do planeta, intitulada “Oxigênio“. As peças com recortes, remetiam ao ato de abertura para a entrada do oxigênio ao corpo humano. A cartela de cores ia do off-white ao vermelho. Os shapes apareceram em vestidos e casacos com formas assimétricas.

casa_de_criadores2-rita_heroina
Gefferson Vila Nova apresentou “Tropas marciais“, com referências do sportwear brasileiro, trazendo uma adaptação das camisas dos jogadores de futebol para as passarelas. As mangas tinham uma leve adaptação que remetia aos quimonos orientais. As saias foram inspiradas nos samurais. E a cartela de cores transitava pelo laranja, preto, verde e azul.

casa_de_criadores4-rita_heroina

casa_de_criadores-rita_heroina

Ainda pelo projeto Lab, Raphael Debei se inspirou na Serra Pelada, o designer levou para o catwalk um homem que largou tudo para ir atrás do ouro presente na região. A alfaiataria é um dos pontos fortes do trabalho do estilista. As cores variaram do verde, marrom, laranja ao dourado.

casa_de_criadores1-rita_heroina

desfile_casa_de_criadores-rita_heroina

Pelos desfiles tradicionais da Casa de Criadores, Felipe Fanaia apostou nos cafetões, traficantes e Club Kids, mas revelou na passarela o lado doce desses personagens. O designer explorou as cores em shapes com sobreposições, moletons, macacões e camisas desestruturadas.

casa_de_criadores11-rita_heroina

casa_de_criadores10-rita_heroina

casa_de_criadores16-rita_heroina

casa_de_criadores15-rita_heroina

O estreante Martins Paulo apresentou uma coleção inspirada na obra “A tempestade” de Willian Shakespeare. Com estampas de raios, tempestades, e um universo dark sport, o estilista ainda mesclou referências esportivas nas suas peças. As cores que predominaram nos modelos foram preto, azul e cinza.

casa_de_criadores8-rita_heroina

casa_de_criadores9-rita_heroina

casa_de_criadores7-rita_heroina

casa_de_criadores5-rita_heroina

As Gralias trouxeram o universo ‘’acumulador’’ para sua coleção inverno 2015. Com inspiração nos dias atuais, a marca colocou na passarela referências do dia a dia também quanto à questão do consumismo. Apresentaram modelagens amplas e estampas que remetem ao acumulo de coisas. A cartela de cores transitou do vermelho, amarelo e roxo, ao mix de todas elas em estampas.

O talentosíssimo estilista Arnaldo Ventura encerrou a noite levando o militarismo para a passarela. As peças estilo uniforme (farda), caps, camisas, vestidos, saias, e blusas com recortes sofisticados ganharam adaptação para esse universo de modelos com estilo alfaiataria militar. O vermelho terroso foi a cor que predominou nas peças. A apresentação contou com a presença de Arlindo Grund, apresentador do programa “Esquadrão da Moda” do SBT.

Eu simplesmente amei tudo que vi!

 

Um cheiro Heroínas!

Espalhe nas Redes

• Comentário no blog deste assunto é aqui •

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

• Faça um Comentário no Facebook deste assunto •

• Veja mais trabalhos de Rita Heroina •